Prédios mais altos do mundo

Não, eu não escalei o Everest, muito menos subi o Kilimanjaro. E nem tenho planos para isso. Eu tenho medo de altura, não curto precipícios e tenho um outro fator limitador…a preguiça.

Mas, se o topo do mundo for acessível de elevador,  e cercado de vidro por todos os lados, por que não, né?

Prédios mais altos do mundo

Nas minhas andanças, eu tive a oportunidade de visitar 2 dos prédios mais altos do mundo: o número 1 da lista, o Burj Khalifa, em Dubai e as Petronas Twin Towers, o 11 colocado da lista, em Kuala Lumpur. A colocação desses prédios no ranking muda constantemente, sempre que um novo aranha céu é erguido, o futuro prédio mais alto do mundo já está em construção. Será em Jeddah, na Arábia Saudita, e terá 1 quilômetro de altura, 178 metros mais alto que o atual. 

Além da oportunidade de ver o mundo de cima, eu sou arquiteta, não dispenso a chance de visitar uma instalação colossal dessas. Mais do que um ponto turístico disputando um lugar no ranking, os edifícios são um elemento vivo e útil para a sociedade. A sua construção modifica o entorno, atrai visitantes, cria oportunidades. 

Prédios mais altos do mundo

As Petronas Twin Towers

A minha preferida! Apesar de ter perdido o posto de torre mais alta do mundo, ainda se mantém como a torre dupla mais alta. O seu projeto, um gigante de concreto, aço e vidro, é rico em detalhes e simbolismos islâmicos, reflexo da herança muçulmana malaia.

As torres possuem uma planta baseada em formas geométricas islâmicas simples, dois quadrados sobrepostos, criando uma estrelas de oito pontas, arredondadas nas junções de forma a aproveitar melhor o espaço.  Arquitetonicamente, estas formas descrevem os princípios islâmicos importantes da “unidade dentro da unidade, harmonia, estabilidade e racionalidade”. As cinco linhas de cada torre representam os cinco pilares do İslã.

A inclusão dos pináculos nas pontas, além de aumentar a altura final do edifício, faz alusão aos minaretes das mesquitas, coroados com a estrela, símbolo muçulmano.

Prédios mais altos do mundo

O elemento mais característico da construção é a Skybridge, a passarela que conecta as duas torres, facilitando o trânsito entre elas, além da sua função estrutural no projeto. É por ela que a visita começa.

Prédios mais altos do mundo

Prédios mais altos do mundo

Em seguida os visitantes são conduzidos ao 84 andar, de uma das torres, onde fica o deck de observação e permite a visualização do topo da torre vizinha.

Prédios mais altos do mundo

Também fazem parte do complexo o Suria KLCC, um enorme shopping center de luxo e o KLCC Park, conhecido como o Central Park malaio.

Pausa para o orgulho nacional: o KLCC Park, que faz parte do complexo, foi projetado pelo paisagista brasileiro Roberto Burle Marx.

Prédios mais altos do mundo
Fonte: www.klcc.com

Para quando você for:

As visitas tem hora marcada e são guiadas. Os ingressos podem ser comprados antecipadamente no site ou diretamente na bilheteria, sujeito à disponibilidade. Caso queira visitar em um horário específico, é recomendado comprar antecipadamente. Para quem não estiver hospedado na região, é possível usar o metro, a estação KLCC LRT fica a poucos passos do complexo.

Prédios mais altos do mundo

O Burj Khalifa

O campeão atual, em Dubai, não se contentou em ser o edifício mais alto do mundo, ele possui o andar ocupado mais alto do mundo, o maior número de andares, a mesquita mais alta do mundo, o mirante mais alto e, quem leva você até lá, é o elevador mais rápido do mundo.

E não acaba aí, o prédio faz parte de um complexo onde está o maior shopping center do mundo, o Dubai Mall e a Dubain Fountain, a maior fonte de águas dançantes, do mundo. São muitos superlativos, como acontece em todo o pequeno emirado.

O prédio é um ponto de destaque na cidade, avistado de qualquer ponto, e simboliza a transformação urbana radical, que transformou um deserto em cidade e destino turístico.  

O projeto arquitetônico foi inspirado na Hymenocallis, flor típica do oriente médio. O arranha céu ganhou uma planta em formato de Y, sendo a base robusta o suficiente para a sua altura final, e ampliando as áreas de fachada, entrada de luz e ventilação, com as asas escalonadas até o topo.

O edifício abriga setores residenciais, comerciais, um hotel e um complexo esportivo, além do At the top, localizado no 124 andar, o mirante de observação.

Prédios mais altos do mundo
Fonte: www.ashui.com

A visita começa com uma exposição contando a história do prédio, painéis comparando o seu tamanho com os demais prédios do mundo e uma maquete do complexo. Provavelmente a sua melhor chance de fotografá-lo inteiro. Em seguida os visitantes são conduzidos ao elevador, altamente tecnológico e com efeitos de luz e som, ao estilo de Dubai, que leva ao mirante, o topo construído do mundo. Dividido entre uma área aberta e uma fechada, permite a visão de toda a cidade, do Golfo e, em dias de céu claro, da Palm İsland.

Prédios mais altos do mundo

Eu optei por subir no final do dia e ver a cidade se iluminando. Durante o dia, em função da alta umidade, a visibilidade costuma ser comprometida, uma dica é subir o mais cedo possível, caso essa seja a sua preferência.

Prédios mais altos do mundo

Para quando você for:

As visitas tem hora marcada e, caso queiram visitar a torre em um horário específico, é melhor comprar antecipadamente. Os ingressos podem ser comprados no site ou ainda na bilheteria, porém sujeito à disponibilidade. Uma boa pedida é conjugar a torre com o Dubai Mall e a Dubai Fountain.

Karina Ferraz

Karina Ferraz

Nasci no Rio de Janeiro, quis ser aeromoça, mas escolhi a arquitetura, paixão que me fez querer ver o mundo. Mundo esse que me levou até a Turquia, que resolvi chamar de casa e onde vivo há 3 anos. A arquitetura entrou de férias, surgiu a agente de viagens, que vive de organizar viagens para os outros e principalmente, para si mesma. Afinal, morar no centro do mundo faz tudo parecer mais perto.
Karina Ferraz

Últimos posts por Karina Ferraz (exibir todos)

Share This:

O topo do mundo é prata!

Comentários

comentários

Classificado como: