A mulherada viaja e viaja cada vez mais. Hoje pouco importa com quem ou para onde, o negócio é ir… 

No mês de abril estive na Chapada dos Veadeiros juntamente com um grupo de outros 6 amigos (se não leu o post, clique aqui e veja o que rolou por lá)  e nosso grupo era predominantemente feminino.

 Foto: Leonardo Lopes / Arquivo pessoal
Foto: Leonardo Lopes / Arquivo pessoal
Só dá elas!

Logo no primeiro dia de passeio, estávamos na entrada do Parque, com nosso guia explicando sobre o local, quando outro guia passou e falou “pô, me deixa ir nesse grupo cheio de mulher bonita!” Foi quando olhei para os lados e me dei conta de que, de um total de 12 pessoas, somente 2 eram homens (sem contar o guia)! Algumas coisas às vezes soam tão naturais que não tinha reparado naquela desproporção até que o outro rapaz comentou. Ou seja, o mundo é nosso! 

E para celebrar essa ocupação da Chapada dos Veadeiros (e do mundo), convidei as amigas para contarem o que foi a viagem para cada uma delas. Por quê? Porque podemos ir todas para o mesmo lugar, mas cada uma tem um olhar e um processo de significação diferente. Cada uma é unica e vive um momento também único, que responde diferente aos estímulos dados e é por isso que essa rede construída que vai se formando fica cada vez mais interessante.

Com a palavra minhas queridas convidadas!

Alessandra Henriques

Esta viagem teve um significado todo especial pois foi na semana do meu aniversário… Estava passando por um período muito difícil emocionalmente e profissionalmente falando e lá, naquele santuário, pude estar ao lado de pessoas com boas energias, que eu gosto tanto e, ao mesmo tempo, me conectar com Deus… Por várias vezes me peguei admirando as paisagens e confirmando a presença de Deus naquele momento, abençoando e permitindo que tivéssemos uma viagem incrível. A foto foi inesperada, o Bruno acabou tirando exatamente no momento em que contemplava o Jardim de Maytreia… lugar de boas histórias e de energias ainda melhores 😉

Foto: Bruno Faifer / Arquivo pessoal
Foto: Bruno Faifer / Arquivo pessoal
Cláudia Cardin

O que achei da Chapada dos Veadeiros? O lugar é mágico!!! Fiquei positivamente surpresa com a beleza natural e a história da região. Voltei energizada!!! Recomendo muito!

Foto: Cláudia Cardin / Arquivo pessoal
Foto: Cláudia Cardin / Arquivo pessoal
Kaanda Barros Ribeiro

Essa viagem representou muito para mim, foi a primeira que fiz sozinha, o que me oportunizou conhecer pessoas incríveis e fazer novas amizades. A Chapada dos Veadeiros tem de fato uma energia diferente, é um lugar sagrado, realmente especial! Percebe-se isso desde a forma como as pessoas se cumprimentam na rua até pela maneira alternativa, sustentável e conectada com o espiritual que a maioria da população vive. As trilhas e banhos de cachoeiras foram revigorantes, era tudo o que eu estava buscando: o contato com a natureza que me ajudou a olhar mais para dentro de mim mesma possibilitando insights, aprendizados e sentimentos de paz, integração, liberdade, amor e alegria! Com certeza voltarei porque ainda há muitos lugares que quero conhecer lá!!!

Foto: Kaanda Barros / Arquivo pessoal
Foto: Kaanda Barros / Arquivo pessoal
Sandra Beltran

Uma das coisas que mais me surpreendeu na Chapada dos Veadeiros foi sua localização no Paralelo 14 e a linha que faz com outras regiões místicas do planeta. Estando sobre uma enorme placa de quartzo produz uma energia única. Muita paz, liberdade e a sensação de que todos os problemas ficaram para traz. Um local único para descarregar as energias negativas e sair totalmente revigorada, além de contemplar lindas paisagens.

Foto: Leonardo Lopes / Arquivo pessoal
Foto: Leonardo Lopes / Arquivo pessoal
Para finalizar…

E para encerrar com minhas palavras, Daniela Nogueira: eu adoro destinos de ecoturismo e cada vez mais necessito de viagens assim, com contato intenso com a natureza e com as coisas mais simples da vida, para me recarregar e me reconectar. Juntar a beleza do local, o contato com a natureza, os vários banhos de cachoeira, a higiene mental que fazemos nos trekkings com a companhia de gente divertida que te faz dar risada o tempo todo, só pode resultar num saldo super positivo! Posso dizer que voltei de alma lavada e feliz por poder ter acrescentado novas pessoas ao meu círculo de amigos.

Foto: Paralelo 14 Ecoviagens
Foto: Paralelo 14 Ecoviagens

Daniela Nogueira

Daniela Nogueira

Sou educadora da rede pública, mas é nas viagens que me realizo. Esse bichinho sempre esteve comigo, mas precisou que um ex namorado o alimentasse e foi com ele que aprendi a “conhecer o mundo”. Como todo pé na bunda te empurra pra frente, foi nessa situação que comecei a viajar sozinha, e nunca mais parei! Hoje já pisei nos cinco continentes e fiz roteiros que antigamente eram impensáveis. Os planos para o futuro? Dominar o mundo!
Daniela Nogueira

Últimos posts por Daniela Nogueira (exibir todos)

Share This:

Belas, recatadas e do mundo: episódio Chapada dos Veadeiros

Comentários

comentários

Classificado como: