A Chapada das Mesas é a menos conhecida de todas as chapadas brasileiras, e talvez a mais chatinha quanto ao acesso.

No interior do Maranhão, a cidade base da visitação – Carolina – fica a mais de 800 Km da capital São Luis e a 214 km de Imperatriz, onde se localiza o aeroporto por onde cheguei.

Carolina é uma cidade pequena, histórica, bastante pacata e costuma ser de lá que saem os passeios para visitar os principais atrativos da região.

Principais atrativos da Chapada das Mesas:
Complexo Turístico Pedra Caída

Como o próprio nome diz, é um complexo turístico e tem uma boa estrutura: restaurante, hospedagem e vários atrativos dentro da propriedade. Quando lá estive visitei 5 cachoeiras no mesmo dia:

  1. Cachoeira do Brilho, pouca água, chega até a ser  meio sem graça, mas com água morna! Sim, você leu certo! Vale o banho para refrescar o calor e seguir a caminhada.

    chapada-das-mesas
    Pequena, pouca água mas já refrescava no percurso
  2. Cachoeira da Pedra Furada: como o próprio nome diz, a pedra é furada pela cachoeira, num processo de erosão ao longo de anos. Existem duas quedas no mesmo lugar, uma maior e mais forte, e outra menor, com a temperatura mais quentinha do que a maior. O poço é bem fundo e a força da água dificulta chegar perto da queda.

    chapada-das-mesas
    À esquerda da grande queda, a parte da água mais aquecida
  3. Cachoeira da Caverna: atravessamos por dentro de uma pequena gruta para chegar até essa cachoeira. Atrás da sua queda, uma pequena caverna, onde conseguimos entrar, sentar e ficar olhando a água cair…

    chapada-das-mesas
    Dentro da caverna, observando a queda d´água
  4. Cachoeira do Capelão: um poço que forma um degradê em verde.

    chapada-das-mesas
    Um degradê no poço
  5. Cachoeira do Santuário: é a estrela da propriedade, e uma das mais interessantes que já vi até hoje. Para chegar até ela você atravessa um pequeno cânion com água. No fim do cânion entramos numa espécie de salão piramidal formado pelos paredões, com uma pequena abertura no alto, por onde entram os raios de sol.

A água cai com muita força do alto dos seus quase 50 metros de altura e forma um grande e profundo poço. Infelizmente, devido à força da água e vários respingos da câmera, nenhuma foto minha fez jus à mágica beleza do lugar.

chapada-das-mesas
Minhas fotos não ficaram boas. Esta é do Pinterest / Viagem pelos Biomas Brasileiros
Portal da Chapada:

Em uma área de morro, existe uma grande rocha naturalmente esculpida, com um “buraco” que curiosamente tem o formato do mapa de Tocantins. Dali do alto a vista é linda!

chapada-das-mesas
O mapa do vizinho Tocantins feito pela natureza
chapada-das-mesas
De lá do alto vemos uma série de morros “chapados” ladeando a estrada
Cachoeiras do Itapecuru

Duas cachoeiras irmãs, bem próximas da cidade de Carolina, com estrutura de lazer que possibilita passar o dia ali com sua família. Sinceramente acho que essa estrutura de lazer tira o encanto da paisagem, mas é só uma opinião pessoal…

Poço Encanto Azul

O acesso é difícil, mas o lugar é lindo!

Uma nascente de água que forma um poço azul cristalino, com uma transparência absurda! Só dá para saber que você não está delirando porque o cheiro do cocô dos morcegos (que ficam numa gruta ali ao lado) te traz de volta à realidade.

Mas esquece o cheiro e seja feliz curtindo essa belezura toda! Garanto que vale a pena!

chapada-das-mesas
Visão do paraíso!
chapada-das-mesas
Cristalina é pouco: o poço chega a 8 metros de profundidade
Cachoeira Poço Azul

Formada pelas águas do mesmo rio – Rio Cocal – que nasce ali na região do Poço Encanto Azul, ela mantém a tonalidade mas não chega a ser tão cristalina.

Ao lado do seu poço, várias pequenas quedas de água dão conta da beleza do lugar.

chapada-das-mesas

Cachoeira de Santa Paula

Pequena, na mesma propriedade, vizinha do Poço Azul e da Santa Bárbara…

chapada-das-mesas
Depois de tantas cachoeiras incríveis, essa fica até sem graça, né?
Cachoeira Santa Bárbara

Nessa propriedade é a queda mais famosa. A água que cai de uma grande altura – 75 metros – banha a imagem de uma santa naturalmente esculpida pela natureza em uma rocha. A cachoeira é tão alta que fica difícil fotografar sem ser no modo “panorâmico”.

chapada-das-mesas
A santa aos pés da queda
Cachoeira dos Namorados

Leva esse nome porque fica num cantinho de rochas escondido dentro da propriedade. As belas formações em tom alaranjado dão a beleza do lugar.

chapada-das-mesas

Cachoeira São Romão

Bem distante de Carolina (cerca de 70 km), com acesso difícil por estrada de terra, essa cachoeira é linda e diferente das demais.

Imponente, pode ser visitada por cima, por baixo e por dentro. Forma também uma praia bem gostosa, onde dá para ficar de boa só curtindo a natureza…

chapada-das-mesas
Vista de cima, do lado da queda
chapada-das-mesas
Vista de baixo com prainha. Reparem na névoa formada pela força da queda.
chapada-das-mesas
Vista de dentro, atrás da queda. Atenção! Só vá com guia porque é escorregadio demais e muito perigoso.
Rio Tocantins

O rio Tocantins corta a cidade de Carolina e marca a divisa entre os Estados do Maranhão e Tocantins. É um ótimo lugar para ir ao pôr do sol. Existem alguns restaurantes flutuantes para você curtir o espetáculo com alguma bebida gelada na mão, pois o calor é cruel!

chapada-das-mesas

chapada-das-mesas

chapada-das-mesas

chapada-das-mesas

Quantos dias para conhecer a região?

Eu fiquei 4 dias completos (sem contar o dia da chegada e o da partida) e deu para conhecer os principais atrativos em dias bem preenchidos.

Qual a melhor época para ir?

A região tem uma época caracterizada por chuvas mais frequentes, que é no primeiro semestre. Eu fui em agosto e foi perfeito!

Onde ficar?

A região não é tão estruturada para o turismo e eu preferi ficar no Centro de Carolina mesmo para ter melhores opções para sair para comer à noite e etc. Por isso, fiquei na Pousada dos Candeeiros. A pousada fica na praça principal da cidade e é um casarão do século XIX com amplos quartos e um excelente café da manhã. O atendimento é simpático!

Com quem fazer os passeios?

Eu fiz meus passeios com a Nortetur e indico. Eles fazem a tal da Jalapada, que une o Jalapão com a Chapada das Mesas em um único tour de 10 dias. Porém, fiz os dois destinos separadamente, embora com a mesma empresa. Recomendo!

 

Daniela Nogueira

Daniela Nogueira

Sou educadora da rede pública, mas é nas viagens que me realizo. Esse bichinho sempre esteve comigo, mas precisou que um ex namorado o alimentasse e foi com ele que aprendi a “conhecer o mundo”. Como todo pé na bunda te empurra pra frente, foi nessa situação que comecei a viajar sozinha, e nunca mais parei! Hoje já pisei nos cinco continentes e fiz roteiros que antigamente eram impensáveis. Os planos para o futuro? Dominar o mundo!
Daniela Nogueira

Últimos posts por Daniela Nogueira (exibir todos)

Share This:

Chapada das Mesas: o outro lado da beleza maranhense

Comentários

comentários

Classificado como: