cdmx
Fonte: http://www.cdmx.gob.mx/

Quando falamos em México, a primeira ideia que vem à mente da maior parte das pessoas é a região de Cancún. De fato, essa região da Riviera Maia é a que mais recebe turistas no país, como já contamos aqui.

Porém, a capital, Cidade do México, ou CDMX como atualmente é usado, merece sua atenção e deve ser incluída sim em seu roteiro. Motivos não faltam, mas enumeramos aqui dez para que a cidade não seja deixada de lado:

1. Museus:

museu

A cidade está repleta deles, e todos de qualidade. Em outro post já falamos do Museu Nacional de Antropologia e do Museu Nacional de História, mas existem tantos outros mais. Queria ter ido ao Museu da Memória e Tolerância, que pareceu ser bem interessante. Mas sabe como é, né… faltou tempo para tanta coisa que queria fazer!

Tem também o famoso museu / casa da Frida Kahlo, mas infelizmente era tanta gente na fila que não consegui visitar (mas esse certamente é um motivo para voltar à cidade!)

2. Arquitetura:

arquitetura

A arquitetura do Centro Histórico é lindíssima! Percebe-se nela a fusão de diversas culturas. Andar sem destino pelo Centro já vale o passeio.

3. Metrô:
metro
Fonte: Gledson Raymundo / Arquivo pessoal

Com 12 linhas espalhadas pela cidade toda, você pode ir a qualquer ponto da cidade gastando pouco mais de R$ 1,00. E é muito fácil se “entender” e se locomover por lá. Tudo muito bem sinalizado.

4. Arte na rua:

arte

Por toda cidade estão espalhadas belas esculturas de arte. Isso dá um ar de beleza e de acessibilidade cultural muito interessante.

5. Comida variada:

comida

Não gosta de comida mexicana? Tem pouca tolerância à pimenta? Não tem problema! Existem restaurantes de A a Z na cidade, todos com bons preços que satisfazem a todos os gostos. Para os mais aventureiros, uma infinidade de comidas de rua que meu senso de auto-preservação não permitiu experimentar.

6. Tequila:

tequila

A bebida que é patrimônio do país! Fui a um bar típico mexicano e lá aprendemos a tomar a tequila acompanhada de sangrita (um suco de tomate temperado e apimentado), ao invés do tradicional sal como se faz no Brasil. Amei o consumo desse jeito! Já até imitei por aqui em São Paulo e conquistei o paladar de outros amigos…

7. Custo:
hotel
Howard Johnson Hotel Alameda – Fonte: http://www.decolar.com/

A cidade é barata! A hospedagem em um hotel de boa categoria, super bem localizado, custou USD$ 50 para quarto triplo. Para comer também gastamos pouco e com a locomoção, como já falei, nem preciso comentar… Vale a pena!

8. Bosque Chapultepec:

bosque

O correspondente mexicano do Parque do Ibirapuera, só que mais de quatro vezes maior. É lindo, é amplo, é variado, é democrático, é cultural. Tem muita coisa para fazer nesse espaço, incluindo cerca de 6 museus, Jardim Botânico, Zoológico, praças e etc.

9. História:

historia

Além dos Museus, a cidade está muito próxima de Teotihuacan, um dos principais sítios arqueológicos do país.

10. Praças:

pracas

Existem muitas praças, e todas são de fato ocupadas por moradores. Crianças brincando, casais sentados nos bancos, famílias levando os filhos para andar de bicicletas, criança tomando banho no chafariz! Adoro ver lugares onde a cidade é “ocupada”. Talvez eu admire isso porque compare com São Paulo, onde nossas praças são tão judiadas e mal cuidadas…

Daniela Nogueira

Daniela Nogueira

Sou educadora da rede pública, mas é nas viagens que me realizo. Esse bichinho sempre esteve comigo, mas precisou que um ex namorado o alimentasse e foi com ele que aprendi a “conhecer o mundo”. Como todo pé na bunda te empurra pra frente, foi nessa situação que comecei a viajar sozinha, e nunca mais parei! Hoje já pisei nos cinco continentes e fiz roteiros que antigamente eram impensáveis. Os planos para o futuro? Dominar o mundo!
Daniela Nogueira

Últimos posts por Daniela Nogueira (exibir todos)

Share This:

10 motivos para conhecer a Cidade do México

Comentários

comentários

Classificado como: